24/09/2021 às 18h35min - Atualizada em 25/09/2021 às 00h00min

Live encerra atividades do Sinos no Festival Arte de Toda Gente

Com a participação de educadores de Argentina, Venezuela e EUA, encontro discutirá o papel do estado na cultura, a sustentabilidade financeira dos projetos sociais e a excelência artística nos vários contextos sociais, dia 27/9, às 10h, com transmissão pelo canal Arte de Toda Gente, no Youtube.

SALA DA NOTÍCIA Henrique Koifman - Imprensa Projetos Funarte
www.sinos.art.br
Divulgação


E

ncerrando as atividades promovidas pelo Sistema Nacional de Orquestras Sociais – Sinos no Festival Arte de Toda Gente, acontece nesta segunda-feira, dia 27 de setembro, às 10h, uma live que traz convidados internacionais. Com o tema “Qual é o papel do Estado na Cultura?” e discutindo também a sustentabilidade financeira dos projetos sociais e a excelência artística nos vários contextos sociais, o encontro será mediado pelo professor e maestro Marcelo Jardim e contará com a participação de Jessica Garand (Opportunity Music Project, Carnegie Hall, dos EUA), Angel Linares (El Sistema, da Venezuela) e Oscar Albrieu Roca (Sistema de Orquestas Infantiles y Juveniles de Ciudad de Buenos Aires, Argentina). O projeto é uma parceria da Fundação Nacional de Artes – Funarte e da Universidade Federal do Rio de Janeiro – UFRJ, com curadoria de sua Escola de Música.

 

Os participantes convidados:

 

Oscar Albrieu Roca é graduado pel Instituto Patagonico de las Artes, de General Roca e completou seus estudos em Buenos Aires, nos EUA e em Cuba, com diversos professores. Foi músico contratado da Orquesta Filarmónica do Teatro Colón e participa do Quarteto Guillo Espel Cuarteto, do conjunto Tambor Fantasma de percussão e, como solista, em orquestras dos EUA e da Argentina. Já se apresentou em salas da América e da Europa, com grandes músicos como Deep Purple, Paquito D`Rivera, Charles Dutoit, Mauricio Kagel, Helmut Lachenman, La Compañia Oblícua, Mimi Maura, Lalo Schiffrin, Vicentico, Pauline Black e Dancing Mood, entre outros. Participou de mais de 30 gravações e já estreou mais de 40 obras.

 

Jessica Garand Oshika é fundadora e diretora executiva do Opportunity Music Project - OMP. Ela é uma defensora apaixonada da inovação social por meio da música e recebeu o prêmio McGraw-Hill Robert Sherman referente à Educação Artística e Extensão Comunitária. Quando era estudante de mestrado na Juilliard School, ela fundou o Opportunity Music Project, que hoje atende 125 alunos. Além de aparecer na rede de televisão pública norte-americana PBS, Jessica e seu trabalho com a OMP também já estiveram na Univision e em vários outros meios de comunicação. Criada no Canadá, Jessica foi destaque no The Globe and Mail e foi premiada com a Canadian Millennium Scholarship por seu compromisso contínuo com a comunidade. Ela já esteve em São Paulo para ministrar master classes e fazer apresentações interativas na comunidade e é palestrante convidada na Juilliard School e no Bard College. Jessica integra a lista do programa de mentoria da Juilliard School e, em 2020, ensinou Empreendedorismo nas Artes na Juilliard School.

 

Ángel Vicente Linares Amaya é músico (tubista) com 33 anos de experiência em diversas áreas da Fundação Musical Simón Bolívar, onde atualmente é diretor de eventos, tendo atuado também na Banda Marcial Caracas e na Banda do Ministério da Defesa da Venezuela, tendo como foco a construção e a conscientização de valores e o fortalecimento da ação social por meio das artes e da cultura. Ele foi diretor acadêmico e musical do Núcleo Los Chorros Fundación del Estado para el Sistema Nacional de Orquestas Juveniles e infantiles de Venezuela FESNOJIV e professor de tuba na mesma instituição, por 25 anos. Ángel é licenciado em Educação Integral pela Universidad Católica Santa Rosa de Caracas, Venezuela; em Artes, pela Escuela de Artes da Universidad Central de Venezuela, Caracas, Venezuela e pelo Conservatorio de Música Simón Bolívar, Caracas, Venezuela (em curso).

 

O projeto Sinos

Lançado em julho de 2020, o Sinos é formado por uma rede de dezenas de profissionais de música, que atuam em cursos, oficinas, concertos e festivais. As atividades se iniciaram exclusivamente online e, quando possível, se estenderão a ações presenciais, em todas as regiões do país. A ideia é capacitar regentes, instrumentistas, compositores e educadores musicais, apoiando projetos sociais de música e, ainda, contribuir para o desenvolvimento das orquestras escola de todo o país. Para mais detalhes sobre o projeto visite o site www.sinos.art.br.

 

O festival

Iniciado em 21 de julho, o Festival Arte de Toda Gente reúne mais de 100 professores e mais de 400 artistas das mais diversas vertentes e origens geográficas, em uma série de oficinas, mostras, encontros e apresentações, ao vivo e gravadas, transmitidas gratuitamente pela internet. Em um só grande evento, pela primeira vez, estão sendo oferecidas atividades promovidas pelos três projetos do programa Arte de Toda Gente: Bossa Criativa, Um Novo Olhar e Sistema Nacional de Orquestras Sociais – Sinos, que compõem o programa Arte de Toda gente, parceria entre a Fundação Nacional de Artes – Funarte e a Universidade Federal do Rio de Janeiro – UFRJ, com curadoria de sua Escola de Música.


 

Serviço

Live “Qual é o papel do Estado na Cultura?” no Festival Arte de Toda Gente

Quando: dia 27 de setembro de 2021, às 10h, com transmissão pelo canal Arte de Toda Gente, no Youtube

Realização: Fundação Nacional de Artes – Funarte
Secretaria Especial da Cultura | Ministério do Turismo

Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ)

Curadoria: Escola de Música da UFRJ

Atividades, ações e mais informações disponíveis no site www.sinos.art.br

Informações sobre editais e outros programas da Funarte www.funarte.gov.br

Mais informações para a imprensa

Projetos UFRJ – Funarte: imprensa@musica.ufrj.br

Assessoria de Comunicação da Funarte: ascomfunarte@funarte.gov.br

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp