17/08/2020 às 13h29min - Atualizada em 17/08/2020 às 13h33min

Medidas de segurança que realmente fazem a diferença na retomada das atividades

Mesmo com a liberação de vários setores, as pessoas estão mais criteriosas e atentas quando o assunto é cuidado preventivo contra a Covid-19. As empresas que já se preocupavam com o bem-estar do consumidor antes da pandemia, não encontram dificuldades para isso. Ainda assim, no mercado atual, quem não souber se reestruturar e se reinventar, seja a curto ou longo prazo, corre o risco de não sobreviver.

DINO
http://www.guardeperto.com.br


A flexibilização da quarentena em várias regiões brasileiras vem ganhando cada vez mais força. Ainda que não haja uma solução definitiva para a cura do Coronavírus, muitas pessoas retomaram suas rotinas e estão se adaptando às novas regras de segurança.

De acordo com a Carta de Conjuntura do Ipea, o mercado ainda está instável, mas o que não falta é otimismo. Empresas que retornaram suas atividades afirmam que o público está mais criterioso e atento aos cuidados preventivos contra a Covid-19. Quem já se preocupava com o bem-estar do consumidor antes da pandemia, não encontra dificuldades para ter sucesso quando o assunto é higienização do ambiente.   

Rodolfo Delgado, CEO da Guarde Perto, maior rede de self storage do Rio de Janeiro, explica que limpeza sempre foi um procedimento rigoroso nas 5 unidades. “Manter um ambiente higienizado é essencial para a conservação dos pertences. A partir do momento que o cliente guarda seus objetos aqui, é nosso dever cuidar com máximo carinho e zelo”, diz.

Desde o início da retomada das atividades, a Guarde Perto reforçou as medidas preventivas contra a Covid-19, seguindo rigorosamente as Regras de Ouro. “Nossa empresa está preocupada não só com o cliente, mas com o funcionário e as famílias de ambos. Por este motivo, toda a nossa rede está equipada com totens de álcool em gel, escudos protetores nos balcões, higienização dos ambientes em intervalos menores, demarcações de distanciamento no piso, além de funcionários equipados com máscaras de tecido e máscaras face shield.” completa Delgado.

Períodos delicados como este mostram que a empresa que não souber se reestruturar e se reinventar, seja a curto ou longo prazo, corre o risco de não sobreviver. Fazendo uma análise positiva do cenário, bem ou mal, sair da inércia promovendo melhores práticas é vantajoso para o consumidor e fundamental para a evolução corporativa.



Website: http://www.guardeperto.com.br
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp