30/06/2021 às 23h05min - Atualizada em 01/07/2021 às 00h20min

teamLab Planets em Tóquio apresenta duas novas obras de arte de jardim vivo imersivo em 2 de julho

Um museu onde visitantes podem caminhar na água se torna ainda mais imersivo com o acréscimo de um jardim interativo com 13 mil orquídeas vivas florescendo no ar e um jardim de musgo em constante mudança com ovoides brilhantes ressoando com luz e som.

DINO


O teamLab Planets TOKYO em Toyosu, Tóquio, está celebrando seu terceiro aniversário com uma expansão: em 2 de julho, o museu abre uma nova área de jardim com duas obras de arte de jardim interativo.

Este comunicado de imprensa inclui multimédia. Veja o comunicado completo aqui: https://www.businesswire.com/news/home/20210630006053/pt/

teamLab, 2015, Interactive Kinetic Installation, Endless, Sound: Hideaki Takahashi  (Photo: Business Wire)

teamLab, 2015, Interactive Kinetic Installation, Endless, Sound: Hideaki Takahashi (Photo: Business Wire)

teamLab, 2015, Interactive Kinetic Installation, Endless, Sound: Hideaki Takahashi (Photo: Business Wire)

Dois jardins abrirão ao público: um jardim onde visitantes podem se tornar um com as flores, imergindo em mais de 13 mil orquídeas vivas que florescem no ar; e um jardim de musgo repleto de ovoides que brilham e ressoam quando pressionados por pessoas ou soprados pelo vento.

Composto de nove obras de arte, incluindo quatro imensos espaços de arte e dois jardins, o teamLab Planets transporta os visitantes para uma experiência imersiva em um museu onde eles andam na água e um jardim onde eles se tornam um com as flores.

teamLab Planets Vídeo de destaque: https://youtu.be/-uJTk_mRmUY

teamLab Planets

O teamLab Planets é um museu onde você pode andar na água e um jardim onde você se torna um com as flores. No total, são 10 obras de arte, incluindo quatro enormes espaços de exposição e dois jardins.

Ao mergulhar o corpo inteiro com outras pessoas nessas enormes obras de arte de imersão corporal, a fronteira entre o corpo e a obra de arte se dissolve, as fronteiras entre o eu, os outros e o mundo se tornam contínuas, e exploramos um novo relacionamento sem fronteiras entre nós e o mundo.

Os visitantes entram no museu descalços e ficam completamente imersos com outros visitantes nos amplos espaços artísticos.

Detalhes da exposição: planets.teamlab.art/

[Área do jardim (2 obras de arte de jardim)]

Jardim de flores flutuantes; as flores e eu temos a mesma raiz, o jardim e eu somos um
teamLab, 2015, Instalação cinética interativa, Interminável, Som: Hideaki Takahashi
Obra de arte: https://planets.teamlab.art/tokyo/ew/ffgarden_planets/

Esse jardim de flores flutuantes é formado por uma massa tridimensional de flores.

As flores flutuam sobre as pessoas e, quando se movem, descem novamente. O espaço da obra é completamente preenchido com flores, mas quando elas flutuam, espaços são criados com pessoas ao centro. Por esse motivo, as pessoas podem caminhar livremente pelo espaço de flores tridimensionais. Se você encontrar com outras pessoas na obra de arte, seu espaço se conectará com o delas e se tornará um único espaço.

Dizem que os jardins zen foram criados como um lugar para grupos de sacerdotes zen realizarem treinamentos para se tornarem um com a natureza. Há um kōan (uma pergunta ou história que é parte do treinamento teológico de sacerdotes zen) chinês chamado “Flor de Nansen”. Um homem chamado Rikukô Taifu, enquanto conversava com Nansen, disse: “Jô Hoshi diz: ‘O céu e eu temos a mesma raiz. Todas as coisas e eu temos a mesma substância. Quão maravilhoso isto é! Nansen, apontando para uma flor no jardim disse: ‘Atualmente as pessoas veem esta flor como se estivessem em um sonho’”.

Nesse trabalho, pessoas mergulham em flores, se tornando uma com o jardim. Quando as pessoas se tornam uma com as flores e olham para elas, as flores retribuem o olhar. As pessoas podem verdadeiramente olhar para flores pela primeira vez.

As flores florescendo no ar são orquídeas epífitas. Plantas epífitas são extremamente comuns na família das orquídeas, e orquídeas epífitas podem crescer sem terra, absorvendo água do ar. As flores nessa obra de arte estão vivas, crescendo e florescendo a cada dia.

Dizem que as orquídeas são as últimas plantas a surgir na Terra. O solo já estava coberto por outras plantas, e as orquídeas evoluíram para viver em rochas e árvores, onde outras plantas não poderiam sobreviver. As orquídeas se adaptam e se espalham em um curto período de tempo, e dizem que existem entre 25 mil e 30 mil tipos apenas de espécies selvagens. Acredita-se que existam mais tipos de orquídeas do que qualquer outra planta. Entretanto, muitas espécies estão ameaçadas pela perda do seu habitat ou exploração excessiva causada pelo desenvolvimento.

Sementes de orquídea são finas como pó, com apenas embriões imaturos, sem endosperma, e poucos nutrientes de armazenamento. Na natureza, a germinação da semente precisa da simbiose com um fungo específico, e o fungo específico fornece os nutrientes. As sementes não possuem reserva para germinação e não podem brotar sozinhas, o que parece contradizer a própria noção do que é uma semente. As sementes também deveriam ser um armazém de nutrientes para as mudas germinarem, mas a última espécie de orquídea a surgir na Terra abandonou esse aspecto. Isso nos faz imaginar por que a evolução segue certos caminhos.

Diz-se que as orquídeas coevoluíram com determinados insetos transportadores de pólen, e acredita-se que elas continuam evoluindo rapidamente até hoje. O momento quando as flores no espaço da obra de arte aumentam o aroma varia de acordo com o momento que esses insetos parceiros estão ativos. Por esse motivo, o cheiro do espaço da obra de arte muda a todo momento, entre manhã, dia e noite.

Jardim de musgo de microcosmos ressoantes - Cor de luz solidificada, nascer e pôr do sol
teamLab, 2021, Instalação digital interativa, Interminável, Som: Hideaki Takahashi
Obra de arte: https://planets.teamlab.art/tokyo/ew/resonating_microcosms_mossgarden_planets/

Com o nascer do sol, os ovoides começam a refletir o mundo ao seu redor. Quando pressionados por uma pessoa ou soprados pelo vento, os ovoides caem e depois sobrem, emitindo um tom ressonante. Os ovoides próximos também respondem um após outro, continuando a ressoar com o mesmo tom.

Ao pôr do sol, os ovoides emitem seu próprio brilho. Quando um ovoide é pressionado por uma pessoa ou soprado pelo vento, ele cai e depois sobre, um som ressoa, e ele emite uma luz de cor específica para o som. Os ovoides ao seu redor também respondem um após o outro, fazendo o mesmo tom de som e emitindo a mesma cor de luz que continua a ressoar.

Os ovoides começam a piscar lentamente quando o vento está calmo e as pessoas não os pressionam. Pelo fato de as cores do ovoide serem produzidas pela luz, elas podem mudar para 61 cores diferentes de luz solidificada.

[As obras de arte a seguir estão imóveis na visualização]

Desenho sobre a superfície da água criado pela dança de koi e pessoas — Infinito
teamLab, 2016-2018, Instalação digital interativa, Interminável, Som: Hideaki Takahashi

Obra de arte: https://planets.teamlab.art/tokyo/ew/koi_and_people/
Vídeo da obra de arte: https://youtu.be/qAebQICA-fE

O universo infinito de cristal
teamLab, 2018, Instalação interativa de escultura de luz, LED, Interminável, Som: teamLab

Obra de arte: https://planets.teamlab.art/tokyo/ew/infinite_crystaluniverse/
Vídeo da obra de arte: https://youtu.be/b0BboQnqT_4

Flutuando no universo cadente das flores
teamLab, 2016-2018, Instalação digital interativa, Interminável, Som: Hideaki Takahashi

Obra de arte: https://planets.teamlab.art/tokyo/ew/fitfuof/
Vídeo da obra de arte: https://youtu.be/ZCFsCHLGFlM

Expandindo a existência tridimensional no espaço em transformação — Planificação de 3 cores e 9 cores desfocadas, livre flutuação
teamLab, 2018, Instalação interativa, Interminável, Som: Hideaki Takahashi

Obra de arte: https://planets.teamlab.art/tokyo/ew/transformingspace/
Vídeo da obra de arte: https://youtu.be/je04z4596Xc

*Incluindo os quatro enormes espaços de obra de arte acima, o teamLab Planets é um museu onde você pode andar na água e um jardim onde você se torna um com as flores.

[Resumo da exposição]

teamLab Planets TOKYO
https://planets.teamlab.art/tokyo/
#teamLabPlanets

Período: 7 de julho de 2018 ao final de 2022
Local: teamLab Planets TOKYO (6 Chome-1-16 Toyosu, Koto City, Tokyo)

Horário:
Junho: Segunda a sexta das 10h às 18h/Sábados, domingos e feriados das 9h às 19h
*Última entrada 30 minutos antes do fechamento

Julho: Segunda a sexta das 10h às 20h/Sábados, domingos e feriados e 22 a 31 de julho das 9h às 20h
*Última entrada uma hora antes do fechamento

Fechado: 1.º de julho, 20 de julho

Entrada:
Ingresso

Adultos (a partir de 18 anos): JPY 3.200
:Estudantes de universidades/escolas técnicas: JPY 2.500
Estudantes do ensino fundamental/médio: JPY 2.000
Crianças (entre 4 e 12 anos): JPY 300
Bebês (até 3 anos): Gratuito
Idosos (a partir de 65 anos): JPY 2.400
Visitantes com deficiência: JPY 1.600

teamLab Planets TOKYO Bilheteria: https://teamlabplanets.dmm.com/en

*Valores e horários de exposição sujeitos a alteração. Verifique o site oficial para obter informações atualizadas.

Redes sociais oficiais:

Instagram: https://www.instagram.com/teamlab.planets/
Facebook: https://www.facebook.com/TL.Planets/
Twitter: https://twitter.com/teamLabPlanets

Medidas contra a disseminação da Covid-19:

Medidas de prevenção de infecção como restrições de entrada estão sendo implementadas. Acesse o site para detalhes.
https://teamlabplanets.dmm.com/en/covid-19

[Kit de imprensa]
https://goo.gl/tQXMLm

[Consultas da mídia]
https://goo.gl/forms/fqn8DmGV8WWIntP53

[PLANETS Co., Ltd.]
A entidade administradora pelas operações das instalações do teamLab Planets TOKYO
Endereço: Tokyo Nihonbashi Tower 26F, 2-7-1 Nihonbashi, Chuo-ku, Tokyo

[Sobre o teamLab]

O teamLab (f. 2001) é um coletivo artístico internacional, um grupo interdisciplinar composto de vários especialistas, como artistas, programadores, engenheiros, animadores de computação gráfica, matemáticos e arquitetos cuja prática colaborativa busca navegar pela confluência de arte, ciência, tecnologia e mundo natural.

O teamLab visa explorar a relação entre o eu e o mundo e novas percepções através da arte. Para entender o mundoàsua volta, as pessoas o separam em entidades independentes com limites percebidos entre elas. O teamLab busca transcender esses limites na nossa percepção do mundo, do relacionamento entre o eu e o mundo e da continuidade do tempo. Tudo existe numa continuidade longa, frágil, mas milagrosa e sem fronteira.

O teamLab foi tema de inúmeras exposições em locais em todo o mundo, incluindo Nova York, Londres, Paris, Singapura, Vale do Silício, Pequim, Taipé e Melbourne, entre outros. O museu permanente teamLab Borderless foi inaugurado em Odaiba, Tóquio, em junho de 2018, e o teamLab Borderless Shanghai no distrito de Huangpu, Xangai, em novembro de 2019. O amplo espaço para imersão corporal do teamLab Planets em Toyosu, Tóquio, está em exibição até o final de 2022. A exposição permanente de grande escalateamLab SuperNature foi pré-inaugurada em Macau em junho de 2020. A exposição anual de trabalho vitalício do teamLab, VOLVOteamLab: Uma floresta onde vivem os deuses, estará em exibição em Mifuneyama Rakuen, Takeo Hot Springs, Kyushu a partir de 16 de julho.

As obras do teamLab estão na coleção permanente do Museum of Contemporary Art, Los Angeles; Art Gallery of New South Wales, Sidney; Art Gallery of South Australia, Adelaide; Asian Art Museum, San Francisco; Asia Society Museum, Nova York; Borusan Contemporary Art Collection, Istambul; National Gallery of Victoria, Melbourne; e Amos Rex, Helsinque.

O teamLab é representado pela Pace Gallery, Martin Browne Contemporary e Ikkan Art.

teamLab: https://www.teamlab.art/
Instagram: https://instagram.com/teamlab/
Facebook: https://www.facebook.com/teamLab.inc
Twitter: https://twitter.com/teamLab_net
YouTube: https://www.youtube.com/c/teamLabART

O texto no idioma original deste anúncio é a versão oficial autorizada. As traduções são fornecidas apenas como uma facilidade e devem se referir ao texto no idioma original, que é a única versão do texto que tem efeito legal.

Videos:
https://mms.businesswire.com/media/20210630006053/pt/888431/19/210628_planets_digest_EN_1.mp4
Contato:

Shusuke Sasahara

Relações públicas, PLANETS Co., Ltd.

E-mail: pr-info@planets.art

Cobertura adicional: https://goo.gl/forms/fqn8DmGV8WWIntP53


Fonte: BUSINESS WIRE
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp